AUTOMAÇÃO DE ESTACIONAMENTOS

PRINCIPAIS EQUIPAMENTOS:

? Centrais Endereçáveis Digitais

? Centrais Convencionais Digitais

? Detectores de Fumaça

? Detectores de Calor

? Detectores de Gás

? Acionador Manual Endereçavel e Convencional

? Monitoramento de Bombas Jockey, Elétrica e Diesel

? Integração e Disparo de Várias Sirenes.






CENTRAL ORION

Central Incêndio convencional de 2 / 4 e 8 zonas com capacidade para utilizar 32 detectores  ou

botoneiras por zona ( utiliza 2 baterias de 7,2 amp).





JUNIOR /JUNO NET

A central Juno/Net é um poderoso sistema de detecção de incêndio, endereçável com a capacidade de integração em rede, que facilita a configuração de sistemas de detecção de incêndio complexos e com grandes áreas de implantação.



 





DETECTOR ÓPTICO DE FUMAÇA 

Seu funcionamento se baseia na variação das características de um diodo foto sensível

 ao ser atingido pela luz. O detector possui uma câmara, convenientemente construída,

 que contem um led emissor de luz pulsante e um foto diodo, colocados de modo que a luz

 emitida não atinja o diodo, em condições normais.. Na presença de fumaça a luz é refletida

 (efeito Tyndall) atingindo o diodo e produzindo um sinal para análise da central.



DETECTOR TERMOVELOCIMÉTRICO

?Detector Termovelocimétrico para acionamento de alarme,  produzida em plástico ABS de alto impacto na cor branca.
?Acionamento automático através de Calor.
?Acionamento manual através de chave reed swit (ampola de vidro acionada por ímã).
?Sistema de supervisão de estado de rede através de led indicador.

  

SIRENE

 Dispositivo que dá uma indicação sonora, compatível com o ambiente em que está    instalado, durante um alarme de incêndio ou processo de abandono.

?À prova de respingos, possibilitando a instalação ao tempo;
?Baixo consumo;
?Possuem led´s vermelho de altíssimo brilho, que piscam quando acionados;
?Tensão: 12V < V < 28Vdc;
?Corrente máxima: 40 ma.;
?Potência de 100db.




ACIONADOR MANUAL

Dispositivo destinado a informar, por comando manual, a central, a ocorrência de um incêndio. Podem ser dos tipos: ?Quebre o Vidro? de alavanca e Aperte o Botão? ou do tipo de disparo com chave. Todos os modelos devem ter funcionamento autotravante, não podendo ser normalizado sem o uso de ferramenta especial e sem o reset da central.



CABO SINAL E DETECÇÃO DE INCÊNDIO

Aplicações:

Utilizável em instações contínuas com tubulação de aço galvanizado para blindagem eletrostática e magnéticas.

Sistemas de detecção de incêndio

Sistemas de iluminação de emergência


Especificações:

Cabo formado por dois ou três condutores sólidos de cobre eletrolítico, têmpera mole, classe I, isolação em PVC/A classe

70ºC antichama, torcidos paralelamente, fita separadora de poliéster e cobertura de PVC/A classe 70ºC antichama.


Normas Aplicáveis:

NBR - 6148 - Condutores isolados com isolação extrudada de cloreto de polivinila (PVC) para tensões até 750V - especificação

NBR - 9441 - Execução de sistemas de detecção e alarme de incêncio

NBR - 10898 - Sistema de iluminação de emergência

NBR - 13848 - Acionador manual

NBR - 11836 - Detector de fumaça

                             

                            




www.supervisanet.com.br

RUA CARLOS GOMES, 138
BAIRRO - CAMPINA
Belém/PA
+ 55 (91) 3223-7877 / 98118-1866 / 98118-1865